segunda-feira, 29 de setembro de 2008

De água II



Ela:
É porque te amo
Que me liquifaço e desfaço assim:
Límpida.
Desaguando num poema que é teu
Porque sem ti seca e morre.

Ele:
Em verbo, aqui
Te apoderas de mim
-Tu, em letra-
E me lavas, Sonora-Vida,
corpo e alma.

(27/09/2008)



5 comentários:

Dom disse...

sonoros ... muito agradável essa sua fase líquida ... =]

Camila disse...

lis, seus desenhos ficaram maravilhosos! não sei o que te inspirou primeiro: se o desenho inspirou o poema ou se o poema inspirou o desenho. talvez sejam um só verso, complementos!
espero que desenhar sempre te leve escrever...
bjs

thalita disse...

Realmante esta sua fase liquida é bem agradável...

Lamentation... disse...

consegui...enfim
versos...

gostei da composição e a união.

deverias juntar as artes

beijo querida

Camila
=***

ramando disse...

lis bons comentarios ( o do cu doce) li somente agora nao sei quando vc comentou se faz muito tempo;;humm seus poemas estao cada dia melhores;;nao melhores, melhores!de competição e comparação, mas estão dizendo mais;; beijos